Unidade de saúde já opera com 220 colaboradores, além de 20 médicos de diversas especialidades; pleno funcionamento se dará em agosto

Com licitação lançada em 2005 e obras iniciadas em 2007, o Hospital Estadual de Águas Lindas demorou quase 20 anos para ficar pronto. Entraves paralisaram a obra por anos, até que o projeto foi retomado pelo governador Ronaldo Caiado em 2021. A estrutura – ampliada e modernizada — foi inaugurada nesta segunda-feira (17/06), já com cinco pacientes internados e 160 pessoas agendadas para consultas e exames.

Durante o evento de entrega da unidade à população do Entorno do Distrito Federal (DF), o secretário de Estado da Saúde, Rasível dos Santos, fez um histórico da construção. Ele destacou que, levando em consideração um prazo viável para a conclusão dos trabalhos, o hospital poderia estar funcionando há pelo menos 15 anos. “Neste período poderiam ter sido atendidas 100 mil pessoas e feitos 32 mil partos e 10 mil cirurgias”, estimou.

Em 2013, após seis anos do início da obra pela prefeitura, o avanço dos trabalhos havia sido mínimo, o que levou o Ministério da Saúde a repassar o projeto ao estado e firmar cooperação com repasse de R$ 13,5 milhões para finalizar a unidade. Mesmo com a mudança de gestão, a construção não evoluiu e foi alvo de questionamentos.

Em 2017, o Ministério Público do Estado de Goiás apontou a pouca capacidade de trabalho da construtora contratada e a baixa quantidade de funcionários. Em 2018, ano de eleição estadual, a primeira etapa do hospital chegou a ser inaugurada. Segundo a SES, no entanto, nunca chegou a prestar serviços. “Hoje não tem foguetório, nossa inauguração é com médicos, enfermeiros e servidores atendendo”, frisou Caiado.

Em discurso, o governador também mencionou o empenho da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) em garantir a finalização do prédio, que ficou a cargo da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). O empreendimento foi finalizado com 16 mil metros quadrados de área construída, o dobro do projeto original.

Estrutura
A estrutura da unidade, batizada oficialmente como Hospital Estadual Ronaldo Ramos Caiado Filho, contempla 22 consultórios e 164 leitos — sendo 40 unidades de terapia intensiva (UTI’s), 20 delas com suporte para atender bebês e crianças. O investimento foi de R$ 157 milhões, entre estrutura predial e equipamentos. Já o custeio da unidade vai girar em torno de R$ 25 milhões mensais.

“O povo goiano está sendo bem assistido na sua região e de preferência na sua cidade”, disse o vice-governador Daniel Vilela, em menção à virada de página na administração pública que colocou em funcionamento três hospitais para a região do Entorno, com unidades também em Formosa e Luziânia. “Parabéns pela seriedade de respeitar o dinheiro público e entregar a obra dentro do cronograma”, enalteceu o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Doutor Lucas.

Fotos: Rômulo Carvalho e Hegon Corrêa

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

About Author