Bom dia!

O nascimento de Jesus, conforme descrito na Bíblia, é um relato profundamente significativo e reverenciado pelos cristãos em todo o mundo. Encontramos este relato nos evangelhos de Mateus e Lucas, que oferecem perspectivas complementares sobre este evento sagrado.

Evangelho de Lucas:

No Evangelho de Lucas, o nascimento de Jesus é apresentado com detalhes tocantes e poéticos. O relato começa com o anúncio do anjo Gabriel à virgem Maria, informando-a de que ela conceberá e dará à luz um filho, a quem deverá chamar Jesus. Maria, inicialmente perplexa, aceita humildemente a vontade de Deus.

José, o noivo de Maria, também recebe uma visita angelical em um sonho, confirmando-lhe que o filho de Maria é divino e que ele deve desposá-la. José obedece, demonstrando sua fé e submissão à vontade de Deus.

O cenário se desloca então para Belém, onde Maria e José viajam para cumprir o decreto de César Augusto para o recenseamento. Não encontrando lugar nas hospedarias, eles acabam encontrando abrigo em um estábulo, onde Maria dá à luz Jesus. Ele é envolto em panos e colocado em uma manjedoura, simbolizando a humildade de seu nascimento.

É neste contexto que os pastores da região são visitados por uma multidão de anjos, que lhes anunciam o nascimento do Salvador. Os pastores, imbuídos de temor e reverência, vão rapidamente ao estábulo e encontram o recém-nascido, conforme o anjo lhes dissera.

Evangelho de Mateus:

No Evangelho de Mateus, o nascimento de Jesus é enquadrado em uma narrativa que destaca a genealogia de Jesus e a visita dos Magos do Oriente. Mateus enfatiza as profecias do Antigo Testamento que apontam para o nascimento do Messias.

Os Magos, seguindo uma estrela que anunciava o nascimento de um rei dos judeus, viajam para Jerusalém, onde consultam o rei Herodes sobre o paradeiro do recém-nascido. Herodes, preocupado com a possível ameaça ao seu reinado, instrui os Magos a encontrarem o menino e informá-lo para que ele também possa adorá-lo.

Guiados pela estrela, os Magos chegam a Belém, onde encontram Jesus com Maria. Eles oferecem presentes simbólicos – ouro, incenso e mirra – como homenagem ao recém-nascido. No entanto, sendo avisados em um sonho para não retornarem a Herodes, eles partem por outro caminho.

Significado Teológico:

O nascimento de Jesus, conforme registrado na Bíblia, é central para a fé cristã, pois representa a encarnação de Deus na forma humana. Este evento é interpretado como o cumprimento das profecias do Antigo Testamento e o início da missão redentora de Jesus na Terra.

A humildade do nascimento de Jesus – nascido em um estábulo, rodeado por animais e visitado por pastores humildes – contrasta com a grandiosidade do Messias esperado pelos judeus da época. Isso ressalta a natureza paradoxal do reino de Deus, que valoriza a humildade, a simplicidade e a compaixão.

Além disso, a visita dos Magos destaca a universalidade da mensagem de Jesus. Eles representam os gentios, mostrando que a salvação por meio de Jesus não é exclusiva para um povo ou nação, mas para toda a humanidade.

Em suma, o nascimento de Jesus, conforme registrado na Bíblia, é um evento de profundo significado teológico e espiritual para os cristãos, simbolizando a presença de Deus entre os seres humanos e a esperança de salvação e redenção para toda a humanidade.

Diácono Túlio Vaz

Shalom! Shalom!

About Author