Unidade do Governo de Goiás é reconhecida pela American Heart Association como hospital cardioprotegido, após equipe assistencial passar por capacitação da Unesp

O Hospital Estadual de Trindade Walda Ferreira dos Santos (Hetrin) conquistou acreditação internacional da American Heart Association (AHA) para atendimentos cardiovasculares de emergências. Com o título, a unidade pública de saúde se torna um hospital cardioprotegido, uma vez que mais de 60% dos colaboradores da assistência do Hetrin receberam treinamento em reanimação.

A capacitação Suporte Básico de Vida (BLS) e Salva Coração foi ministrada pela equipe de Resposta Rápida da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Participaram do curso enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros profissionais da equipe multidisciplinar do hospital administrado pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed).

A BLS e Salva Coração abordam as principais atualizações de diretrizes com instrutores experientes e infraestrutura com tecnologia avançada, trazendo o que há de mais moderno sobre as técnicas. Na qualificação, foram abordadas a parte teórica e prática, focando em conceitos de Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) de alta qualidade em adultos, crianças e gestantes. Também foram destacados aspectos como aprimoramento de compressão torácica e a dinâmica em equipes de alto desempenho e técnicas para desobstrução da via aérea por corpo estranho (asfixia), entre outros tópicos.

O objetivo é que os profissionais, com base nas últimas diretrizes da AHA, identifiquem e revertam situações com risco de morte imediata, principalmente relacionada a problemas cardiovasculares. Além de melhorar as chances de sobrevivência do paciente e, consequentemente, a qualidade da assistência prestada.

Para Laylla Noronha, fonoaudióloga do Hetrin, a capacitação foi enriquecedora. “Achei de grande valia. Como parte de uma equipe multidisciplinar, às vezes não estamos muito envolvidos na área de reanimação. Mas essa experiência foi extremamente enriquecedora para o desenvolvimento da minha prática hospitalar”, relata. Técnica de enfermagem do Hetrin, Bruna Rodrigues entende que a capacitação traz mais qualidade para os atendimentos e mais segurança aos pacientes. “É de suma importância para nosso serviço.”

Foto: Imed

Capacitação da equipe do Hetrin abordou, entre outros, compressão torácica e técnicas para desobstrução da via aérea por corpo estranho (asfixia)

Secretaria de Estado da Saúde – Governo de Goiás

About Author