Os goianos podem se preparar para retirar os casacos e blusas de frio do guarda-roupa, pois uma queda de temperatura está prevista para atingir o estado. Segundo André Amorim, meteorologista do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás, o fenômeno acontece devido o avanço de uma massa polar de ar frio.

“Com o enfraquecimento do bloqueio atmosférico, nós temos o avanço das massas de ar polar. Elas avançam pelo Brasil, gerando a perda da intensidade da elevação das temperaturas. Assim, o ar frio acaba se espalhando e percorre todo o estado”, explica Amorim.

Ainda de acordo com o meteorologista, Goiás não vai se deparar com uma forte frente fria porque essa situação ocorre somente quando há previsão de chuva e, pelo menos nos próximos 15 dias, não há indícios de um temporal.

“O que vamos nos deparar realmente é com uma massa de origem polar, com quedas amenas de temperatura. As pessoas podem esperar uma mudança de clima, mas ela não é prolongada. Esse frio também não se caracteriza como aquele “friozão” de ficar com blusas e jaquetas o dia inteiro, mas as pessoas definitivamente vão sentir um ar um pouco gelado, sem intensidade”, acrescenta André.

Neste primeiro momento, a população poderá sentir uma temperatura mais leve e com ventos frios logo no início das manhãs. Contudo, nem todas as cidades serão afetadas pela queda de temperatura. Minaçu, Porangatu, Ceres e Itapuranga vão continuar enfrentando a forte onda de calor, já que o mês de maio está sendo caracterizado pela estiagem e o período da seca.

Cidades localizadas nas regiões sudoeste e centro-sul do estado, como Jataí, Rio Verde, Ipameri e Catalão, terão uma queda de temperatura mais significativa podendo chegar de 12ºC a 16ºC.

Fonte: G1.

About Author