Suspeitos podem ter aplicado golpes superiores a R$ 10 milhões em empresários do agronegócio em Goiás

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) apreendeu duas motos esportivas, relógios e quatro carros de luxo, entre eles, uma Ferrari.

A Operação Farmers investiga um grupo criminoso suspeito de aplicar golpes de mais de R$ 10 milhões em empresários do agronegócio em Goiás, no Distrito Federal e outros três estados.

A operação foi deflagrada na manhã de quarta-feira (15/5) e, segundo delegado Márcio Henrique Marques, prendeu oito pessoas e cumpriu outros 19 mandados de busca e apreensão.

A investigação iniciou no Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde – Goiás.  Segundo o delegado, os mandados foram cumpridos em São Paulo, no Distrito Federal, Paraná e Espírito Santo.

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados pela polícia. O g1 não localizou a defesa dos investigados para pedir um posicionamento até a última atualização desta reportagem. A operação contou com o apoio das polícias civis dos cinco estados.

Segundo a investigação, empresários do ramo de fertilizantes de Rio Verde perderam mais de R$ 10 milhões ao caírem no golpe. O grupo é suspeito de associação criminosa, estelionato e lavagem de dinheiro. “As investigações continuam para tentar identificar outros membros do grupo e recuperar outros bens financeiros”, finalizou o delegado Márcio Henrique Marques.

Com informações do G1

Alan Ribeiro

Alan Ribeiro

Alan inicia seus trabalhos com o único objetivo, trazer a todos informação de qualidade, com opinião de pessoas da mais alta competência em suas áreas de atuação.

Artigos: 14912

About Author