Em 11 dias, integrantes das forças estaduais de segurança realizaram 94 operações policiais e resgataram mais de 600 pessoas na região afetada pelas enchentes

O governador Ronaldo Caiado recepcionou nesta quarta-feira (29/05), em frente ao Palácio das Esmeraldas, os 44 policiais goianos que se voluntariaram para reforçar a segurança e levar ajuda humanitária aos afetados pelas enchentes do Rio Grande do Sul (RS). A iniciativa, batizada de Operação “Brasil É Um Só”, teve início no último dia 17. “Goiás nunca se omitiu de enfrentar as dificuldades aqui no estado ou em qualquer lugar do país”, ressaltou Caiado. A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, os secretários de Segurança Pública, coronel Renato Brum, e Comunicação, Gean Carvalho, e outras autoridades participaram do evento.

Ao longo de 11 dias, os policiais goianos realizaram 94 ações policiais, com mais de 350 abordagens, 150 patrulhamentos motorizados e 80 náuticos. Eles também auxiliaram no resgate de mais de 600 pessoas e 11 animais; entregaram uma tonelada de alimentos e mais de 5 mil litros de água potável em áreas alagadas. O grupo ainda fez três prisões e apreendeu 40 armas de fogo, além de munições e R$ 4 mil em espécie, dinheiro proveniente do tráfico de drogas. 12 policiais penais continuam em missão no solo gaúcho.

“Vocês deram essa contribuição em um momento emergencial. Não quer dizer que a situação está resolvida, pelo contrário. Teremos ainda muito tempo para trabalhar em prol desse povo, que vai demorar para se recuperar daquela tragédia”, declarou Caiado sobre o desastre que atinge cerca de 70% dos municípios do Rio Grande do Sul. Para o governador, as enchentes no RS são a maior tragédia enfrentada pelo país após a pandemia de covid-19, afetando a população e a economia.

A equipe de voluntários contou com integrantes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), além do Comando de Operações de Divisas (COD) e do Batalhão Ambiental. Apesar do cenário de tristeza encontrado, o comandante da operação, major João Junior, afirmou que o trabalho foi concluído com sucesso. “Ajudamos muita gente, e é bom ver o reconhecimento e a gratidão do povo gaúcho. O Brasil está junto, a missão é uma só”, relatou. “Estamos à disposição para novas missões”, acrescentou.

O comandante-geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), coronel Marcelo Granja, lembrou que o envio de policiais ocorreu após o registro de ondas de violência e saques às casas afetadas pelas enchentes. “Fizemos patrulhamento ostensivo e preventivo com a intenção, principalmente, de evitar que novos crimes ocorressem”, observou. “Nossa tropa, altamente treinada e especializada, contribuiu com a segurança da população e ainda levou mantimentos a quem precisava.”

Fotos: Wesley Costa e André Saddi

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

About Author