Todos os quarteis do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás podem receber doações de cobertores, colchões, alimentos, produtos de limpeza e de higiene pessoal. Avião do estado segue para o Sul com os primeiros donativos

Em vídeo divulgado nas redes sociais nesta segunda-feira (06/05), o Governador Ronaldo Caiado anunciou que o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) disponibilizará, em todo estado, pontos de coleta para arrecadar doações às vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul (RS). O chefe do Executivo goiano convocou a população para se unir nesse gesto de solidariedade.

“A demanda maior é por cobertores, colchões, alimentos não perecíveis, bem como, produtos de limpeza e higiene pessoal. Estamos estendendo as mãos a todos gaúchos que estão nesse momento passando por uma calamidade jamais vista por nós”, frisou o governador.

A iniciativa é uma ação do Governo de Goiás, por meio do Corpo de Bombeiros e do Goiás Social, que também vai doar cestas básicas, cobertores e filtros de barro. As doações serão recebidas em qualquer quartel do Corpo de Bombeiros.

A prioridade é de que sejam doados os chamados kit dormitório (lençol, travesseiro, fronha, mosquiteiro), além de colchões e cobertores, ambos novos e embalados. Também poderão ser doadas cestas básicas contendo alimentos crus, como arroz, feijão, cuscuz, macarrão, café, açúcar, dentre outros, além de enlatados, líquidos como óleos de soja e bolachas ou biscoitos.

Quanto aos kits de higiene pessoal poderão ser doados: creme dental, escova de dente, sabonete, shampoo, condicionador, papel higiênico, dentre outros. Já os materiais de limpeza incluem sabão em barra, sabão em pó, detergente, desinfetante, esponja de aço, rodo, vassoura, absorvente e bucha para banho.

Para mais informações sobre como ajudar ou para encontrar o posto de coleta mais próximo, os interessados podem entrar em contato com a Defesa Civil Estadual nos telefones: 62 3201-2204 ou 62 9 9972-5926.

Gabinete de Crise
Na manhã desta segunda-feira (06/05), o chefe do Executivo goiano visitou o gabinete de crise montado pelo Corpo de Bombeiros Militar em Goiás e conheceu de perto as operações em andamento e a sala de monitoramento de desastre, onde os bombeiros têm acesso a dados em tempo real e tomam decisões estratégicas sobre o reforço das equipes em todo o Brasil para auxiliar no enfrentamento da crise.

O comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) e presidente da Ligabom, Coronel Washington Luiz Vaz Júnior, lidera as operações com a sede centralizada em Goiás, coordenando esforços em todo o país para fornecer assistência rápida e eficaz aos afetados pela tragédia. “Esperamos com a implementação deste Gabinete de Gestão de Crise, somar esforços para que todas as Corporações de Corpos de Bombeiros Militares do Brasil possam prestar o devido apoio ao povo gaúcho, que tanto sofre neste momento”, afirmou.

Mais tarde, em São Paulo (SP), o governador acompanhou a saída da equipe do Serviço Aéreo do Estado de Goiás (Saeg) com destino a Santa Maria, no Rio Grande do Sul. A aeronave do estado foi cedida para enviar suprimentos doados, como roupas, kits de higiene, agasalhos, cobertores e medicamentos para a população gaúcha.

Força-tarefa
Por determinação do governador Ronaldo Caiado, na última sexta-feira (03/05), equipes dos bombeiros saíram de Goiânia para ajudar na missão de resgate às vítimas das enchentes, no Rio Grande do Sul. Ao todo, são 21 militares, cinco caminhonetes, um caminhão, quatro embarcações, quatro cães, além de drones para auxiliar.

Até o momento, cerca de 150 pessoas e 15 animais já foram resgatados pela corporação goiana. Além disso, equipes dos bombeiros militares do Rio Grande do Sul e do Conselho Nacional de Comandantes Gerais (CNCG) Ligabom já realizaram, desde o início do desastre, 32.492 salvamentos de pessoas e 2.066 resgates de animais.

Caiado no gabinete de crise montado pelo Corpo de Bombeiros Militar em Goiânia – Foto: CBMGO

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

About Author